Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017
DESENVOLVENDO O CONHECIMENTO PARA O MERCADO DO LUXO
EMPRESA AFILIADA A
Claudio Diniz   |   Notícias   |   Fotos   |   Vídeos   |   Artigos   |   Contato
 
/Artigo
24 JUL
2017
Uma marca é mais do que um produto, uma vitrine, ou uma loja que você entra para exercer o ato de comprar.

Por trás do seu desejo realizado, ou de uma compra efetuada, muitas marcas até chegarem às suas mãos, trazem no seu arquétipo, uma história, códigos, simbologia, concepção e construção de um conceito baseado em tradição, qualidade ímpar, primor e a sensação de exclusividade que se baseiam em parâmetros claros de um produto de luxo.

O mercado de luxo como conceito, é um referenciador para toda uma pirâmide de marcas premium, varejo e sucedâneos. Respiramos e compramos o luxo como base e inspiração querendo ou não, ele está na paleta de cores, no design, no comprimento de uma roupa, no corte, nos acessórios, e em detalhes sutis de decoração, arquitetura e inovação tecnológica. Na escala do luxo, hå lugar certo para as marcas, marketing assertivo, nomenclaturas e segmentos muito bem pautados e estudados. Estamos falando no luxo além do consumo, um mercado todo pensando em como continuar influenciando e inspirando.

Quando citamos marcas de luxo, logo vem a cabeça, Hermès, Louis Vuitton, Tiffany's, etc, mas os segmentos não se resumem apenas às mais conhecidas internacionalmente, elas são importantes, sim, e muito, são marcas centenárias, mas olhando e estudando todos os segmentos, como Moda, Artes da Mesa, Joalherias, Canetas, Relógios, Automotores, Beauty, Chocolates e Doces, Bebidas Finas e até Magazines, são mais de duzentas marcas que fazem deste mercado um case de estudo baseado em muitas informações, memórias e histórias, números, pessoas, curiosidades e aspirações, além do produto,é claro, este sim o grande ápice do desejo.

Não é à toa que conglomerados se formaram, os mais importantes como Puig em 1914, PPR agora Kering em 1963, LVMH em 1987 e Richemont em 1988. Quando você mergulha em marcas como uma Watterman de 1833, Baccarat de 1764, L’ Oréal de 1909, Jean Richard de 1665, Prada 1913, ou nas contemporâneas como D&G 1985, e a lista não para, é conteúdo para sentar e viajar como história, ou também conhecer a importância de Lucien Lelong na história da moda francesa na segunda guerra mundial, entender a cadência da semana de moda, tudo isto te leva a respeitar e conceber o luxo não apenas como um consumo desenfreado e que gera status e poder, mas um importante denominador para o mercado como um todos. Qual marca você seria se soubesse de verdade a história dela?


Colunista

 
Adriane Cordeiro
AC Planejamento | LUX-O Gestão e Informação

www.luxoluxluz.com.br
Categoria: Luxo
LER MAIS ARTIGOS DESTE COLUNISTA


21/11/2017 São Paulo - SP
Curso Como Funciona o Mercado do Luxo no Brasil com visita a 3 Marcas de Luxo
   R$ 1100.00 Mais Informações
29/11/2017 Rio de Janeiro - RJ
Curso Como Funciona o Mercado do Luxo no Brasil com visita a 3 Marcas de Luxo
   R$ 1100.00 Mais Informações
04/12/2017 Curitiba - PR
Curso Como Funciona o Mercado do Luxo no Brasil
   R$ 900.00 Mais Informações
14/05/2018 Rio de Janeiro - RJ
Luxury Brand Management
   R$ Mais Informações
16/05/2018 São Paulo - SP
Luxury Brand Management
   R$ Mais Informações
 
@maisonduluxebrasil
MAISON DU LUXE EVENTOS LTDA
CNPJ 13.511.231/0001-01
Rio de Janeiro - RJ
 
FALE CONOSCO
(021) 4141-5903
info@maisonduluxe.com.br
 
EMPRESA AFILIADA A
@maisonduluxebrasil
@maisonduluxebrasil

© 2017 Todos os direitos reservados - Desenvolvido por EXPECT Marketing Premium